segunda-feira, 30 de maio de 2011

Projeto de Leitura e Escrita


SOPHIA NAVES












 LEITURA E ESCRITA NAS SÉRIES INICIAIS: Fazer poesia é viajar no mundo da fantasia











Aparecida de Goiânia,
Março de 2011.





APRESENTAÇÃO

O projeto Leitura e Escrita busca por meio do gênero textual poesia, busca desenvolver o interesse e as capacidades de ler e escrever nos alunos com ênfase a emoção e a sensibilização presente nos poemas trabalhados.
Saber ler e escrever convencionalmente depende de um conjunto de fatores, um deles é a metodologia adotada pelo professor nos projetos propostos a alunos, que mesmo não lendo convencionalmente são estimulados a desenvolver esta habilidade.
Assim a poesia além de oportunizar ao aluno a capacidade de desenvolver a leitura, a escrita e a oralidade, exercita o emocional tornando-o um ser humano sensível e hábil nas diversas situações cotidianas.
Portanto, fazer poesia é “brincar com as palavras como se brinca com bola, papagaio, pião”.


1.  JUSTIFICATIVA

A prática da leitura tem como finalidade a preparação de leitores competentes e conseqüentemente a formação de escritores, pois a possibilidade de produção de textos eficazes tem sua origem na prática da leitura. A leitura nos fornece matéria-prima para a escrita: o que escrever e como escrever, pois ela é um processo pelo qual o leitor realiza um trabalho ativo de construção do significado do texto. Não se trata simplesmente de codificar letra por letras, palavra por palavra. Um leitor competente é alguém que por iniciativa própria, é capaz de selecionar “leituras” que possam atender a uma necessidade sua.
A leitura na escola tem sido um objeto de ensino, todavia necessário constituí-la também em objeto de aprendizagem. Para tanto, a leitura deve fazer sentido para o aluno, para que alcance o seu verdadeiro objetivo.
Conforme o que já se explicou anteriormente, a leitura é um processo pelo qual o leitor realiza um trabalho ativo de construção de significado do texto, a partir dos seus objetivos, do seu conhecimento sobre o assunto, sobre o autor, de tudo que se sabe sobre a língua, características dos objetos que portam os textos, sistema de escrita e etc, por isso não se trata simplesmente extrair informação da escrita. Trata-se da compreensão do que está decodificado, pois a leitura fluente envolve uma série de outras estratégias como: seleção, antecipação, inferência e verificação sem as quais não é possível rapidez e utilidade da informação.
A poesia para a criança e mesmo para o adulto é como uma manifestação de sentimentos e palavras que rimam e ao mesmo tempo conduz a criança ao desenvolvimento do seu intelecto, da personalidade, satisfazendo suas necessidades e aumentando sua capacidade crítica. Esta literatura, como já foi expressa, tem o poder de estimular e/ou suscitar o imaginário, de responder as dúvidas do indivíduo em relação a tantas perguntas, de encontrar novas idéias para solucionar questões e instigar a curiosidade do leitor. Nesse processo, ouvir poesia tem uma importância que vai além do prazer. É através de um conto e/ou de uma poesia, que a criança pode conhecer coisas novas, para que efetivamente sejam iniciados a construção da linguagem, da oralidade, idéias, valores e sentimentos, os quais ajudarão na sua formação pessoal.


2.  OBJETIVOS

2.1   OBEJTIVO GERAL:

·         Compreender a leitura e escrita e a sua importância nas séries iniciais.


2.2   OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

·         Desenvolver a leitura e a escrita
·         Conhecer o poema como um tipo de gênero textual.
·         Identificar a estrutura textual do poema e a rima como peculiaridade.
·         Escutar poemas variados lidos com ritmo e entonação.
·         Conhecer vários poetas e poetizas nacionais e regionais.
·         Desenvolver a capacidade de declamar poesias com ritmo e entonação sonora adequada.
·         Identificar os tipos de poesias.


3.   METODOLOGIA/ PLANO DE AÇÃO

·         Varal de poesia
·         Palco para declamar poesias
·         Sarau de poesia
·         Ilustração de poesia
·         Produção de poesias (o aluno poeta)
·         Cartazes com vários tipos de poesias dispostos


4.  RECURSOS

·         Papel
·         Pincel
·         Barbante/ prendedor
·         Tinta guache
·         Som/CD
·         Data Show
·         Lápis colorido

CRONOGRAMA


O projeto terá a duração de oito semanas.




        7 semanas

 Conhecimento, identificação e construção de poesias variadas

       1 semana

Culminância: Sarau e declamação de poesias




AVALIAÇÃO


Será contínua durante o desenvolvimento do projeto, observando todas as competências e capacidades do aluno no individual e no coletivo


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. Programa de gestão da aprendizagem escolar. Gestar ii. Língua Portuguesa: Caderno de Teoria e Prática 1. TP1: linguagem e cultura. Brasília: Ministério da Educação. SEB, 2008.
FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler em três artigos que se completam.23ª. ed. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1989.
MARTINS, Maria Helena. O que é leitura. São Paulo: Brasiliense, 1989.



CONVITE


“Poesia
é brincar com palavras
como se brinca
com bola, papagaio, pião.

Só que
bola, papagaio, pião
de tanto brincar
se gastam.

As palavras não:
quanto mais se brinca
com elas
Mais novas ficam.

Como a água do rio
que é água sempre nova.
Como cada dia
que é sempre um novo dia.

Vamos brincar de poesia?”

José Paulo Paes

Nenhum comentário:

Postar um comentário